top of page
e-readers kindle amazon
  • Foto do escritorCanal Sonho Grande

5 livros recomendados por Bill Gates para ler em 2024

Atualizado: 16 de mai.

Se você já assistiu a série "Código Bill Gates" no Netflix, provavelmente já sabe que Bill Gates está sempre lendo algum livro.


Bill Gates lê aproximadamente 50 livros por ano, ou seja, 1 por semana! Para fins de comparação, o brasileiro lê um livro a cada 21 semanas em média.


Talvez isso ajude a explicar muita coisa sobre o nosso nível de educação…


Voltando ao que interessa, nesse post vamos falar sobre alguns dos 5 melhores livros recomendados por Bill Gates e que todos deveriam ler, incluindo no final aquele que ele considera ser o melhor livro que ele já leu e que você provavelmente ainda não ouviu falar. Então não deixe de ler até o final!



Onde os Sonhos Acontecem é recomendado para pessoas que querem entender o tipo de decisão estratégica que um CEO de uma empresa multibilionária precisa tomar.


Bill Gates dificilmente recomenda um livro puramente de negócios - segundo ele, é raro encontrar um que realmente capture como é construir e operar uma organização ou que tenha dicas que você possa realmente colocar em prática. Não é o caso de Onde os Sonhos Acontecem.


Bob Iger recentemente se aposentou do cargo de CEO da Disney, que ocupou por 15 anos.

No livro, Bob Iger faz um grande trabalho explicando como ser o CEO de uma empresa bilionária, contando algumas das histórias mais marcantes do seu período em que as ações da Disney se multiplicaram por mais de 5 vezes como:

  • A compra da Pixar, transação na qual Steve Jobs acaba se tornando o maior acionista da Disney;

  • A aquisição da LucasFilm, que permitiria a Disney continuar a sequência dos filmes de Star Wars;

  • A compra da Marvel e o sucesso posterior com o lançamento de alguns dos filmes mais assistidos da história como Os Vingadores, Pantera Negra e o Homem de Ferro

  • Aquisição da 21st Century Fox;

  • Lançamento da Disney+, serviço de streaming da Disney que já possui + de 60 milhões de assinantes.


Avalie o que Importa é recomendado para pessoas que estão buscando otimizar o desempenho na empresa em que trabalham.


“Não interessa o que você sabe. O que interessa é a execução e os resultados que você atinge.”

Essa frase foi dita pelo ex-CEO da Intel, Andy Grove para John Doerr, engenheiro da Intel na época.


Andy havia desenvolvido um sistema de definição de metas chamado de OKRs - Objetivos e resultados chave. Mais tarde, John Doerr ensinaria esse método para o Google, quando a startup ainda possuía apenas 30 pessoas. Atualmente, OKRs são utilizados pelos mais de 100 mil empregados do Google em todo o mundo!


OKRs é uma metodologia para definição de objetivos e métricas para avaliação dos resultados - envolvendo o porquê fazer, o que fazer e como fazer.


Segundo John Doerr, os objetivos precisam estar conectados a um motivo convincente e audacioso, orientado a ação e que cause inspiração nas demais pessoas, como a Bill & Melinda Gates Foundation, que pretende exterminar a malária no mundo. Ou como John Kennedy ao tentar levar o homem a lua pela primeira vez na história.


Já os resultados chave estão relacionados a como atingir os resultados. Eles precisam ser específicos, possuir um tempo determinado, serem difíceis mas possíveis e mensuráveis.


Um grande exemplo dos OKRs em prática é de Sundar Pichai, funcionário do Google em 2008. Sundar definiu seu objetivo como sendo “construir a plataforma de cliente de próxima geração para o futuro das aplicações web em 3 anos” - ou seja, desenvolver o melhor navegador de internet do mundo. E seu resultado chave era medido através do número de usuários - afinal são eles quem realmente decidem qual é o melhor navegador.


Assim, surgiu o Google Chrome. No 1º ano, o objetivo era atingir 20 milhões de usuários e eles não conseguiram nem 10. No segundo ano, a meta subiu para 50 milhões mas ele alcançaram 37 milhões- um pouco melhor. No terceiro ano, a meta era mais de 100 milhões de usuários. Após uma série de campanhas e melhorias, o Google Chrome atingiria no terceiro ano 111 milhões de usuários!


Hoje Sundar Pichai é o CEO do Google.


Sapiens é recomendado não só por Bill Gates mas também por outros grandes nomes como Mark Zuckerberg e Barack Obama, o livro é indicado para pessoas curiosas com diversos interesses.


Em Sapiens, o historiador Israelense Yuval Noah Harari assume um desafio realmente impressionante: contar 70.000 anos da história da humanidade em apenas 400 páginas e explicar como nós, os homo sapiens, dominamos o planeta e o que ainda está por vir para a nossa espécie.


É extremamente curioso como nossos ancestrais, os humanos pré-históricos, eram animais insignificantes, pouco importantes para o planeta como um todo. Hoje, no entanto, o mundo é dominado pela nossa espécie. Yuval busca responder como nós deixamos de ser animais coadjuvantes vivendo em um canto da África para nos tornarmos os grandes controladores do planeta terra.


O livro divide a história da humanidade em 4 grandes revoluções:

  • A revolução cognitiva;

  • A revolução agrícola;

  • A unificação da humanidade;

  • A revolução científica.

Yuval discorre sobre diversos temas, como alimentação, religião, política e dinheiro, explicando como grandes pilares da nossa sociedade atual surgiram e impactaram a história. Você realmente sente que fica mais inteligente a cada página do livro.


Em 1991, logo após conhecer Warren Buffett, Bill perguntou a ele qual era o seu livro de negócios preferido e Warren recomendou Aventuras Empresariais. 3 Décadas após a recomendação de Warren e mais de 5 décadas desde a publicação em 1969, esse continua sendo o livro de negócios preferido de Bill Gates.


O livro é um conjunto de 12 histórias de grandes empresas, como a Ford, General Electric e a Xerox, e envolve diferentes fundamentos de negócios.


Embora o livro envolva decisões de negócios da década de 60 e que muitas coisas mudaram desde então, os fundamentos continuam inalterados e são tão atuais hoje quanto há mais de 50 anos atrás.


A maioria das pessoas acredita que o mundo está ficando cada vez pior. Se você assiste à mídia todos os dias, é realmente muito difícil não acreditar que os problemas do mundo só tem se agravado.


No entanto, em O Novo Iluminismo, Steven Pinker mostra, por fatos e dados, como essa percepção está completamente errada. Justamente por isso, Bill Gates considera esse seu livro preferido.


O livro levanta uma série de critérios para medir o progresso da humanidade, como expectativa de vida, pobreza, guerras e educação. E a verdade é que o mundo nunca foi tão seguro, rico e educado ou democrático. Por exemplo:

  • A cada década, o nível mundial de QI aumenta 3 pontos;

  • Em 1820, 90% da população mundial vivia em níveis de pobreza extrema.Atualmente, apenas 10%;

  • Nos últimos 100 anos, estamos 96% menos propensos a morrer em um acidente de carro e 99% menos propensos a morrer em um acidente de avião e até 97% menos propensos a morrer por um raio.


Mas por que mesmo assim as notícias nos dão justamente a sensação oposta? Bom… notícias são sobre fatos que acontecem, nunca sobre o que não acontece. Nunca veremos um repórter comentando sobre uma cidade que não foi atacada por terroristas.


O Novo Iluminismo é o tipo de livro que realmente muda a visão das pessoas sobre o mundo. Saindo de um tom fatalístico e depressivo do dia-a-dia para uma visão mais construtiva do futuro. No qual o progresso é o resultado da capacidade humana de cada vez resolver problemas mais complexos.



Comments


bottom of page